Existem situações de erros nos laboratórios clínicos que precisam de atenção permanente dos profissionais. Realizar a verificação diária por Controle Interno da Qualidade e saber adotar as melhores práticas para abordar as não conformidades é um importante passo para realizar um bom trabalho, com segurança. Alguns profissionais apenas repetem as corridas dos controles quando são apontadas não conformidades, o que não é correto. O laboratório clínico deve estabelecer estratégias para lidar com estas situações e incorporá-las no dia a dia.

Se o controle da qualidade for bem planejado e o Gestor da Qualidade ampliar seu conhecimento teste por teste, sua visão dos sistemas analíticos será de tal forma consistente que possibilitará clareza e maior acerto na busca de soluções para os problemas que surjam.

Pôster – Como lidar com os erros no Controle Interno da Qualidade

controle interno da qualidade, posterO pôster lista 7 atitudes que auxiliam o profissional durante o processo analítico para tratar situações de não conformidades. São elas:

1 – Inspecionar o gráfico de controle e as regras violadas;

2 – Analisar as possíveis causas de erros;

3 – Realizar intervenções no sistema, visando corrigir o problema;

4 – Anotar as medidas adotadas para correção;

5 – Realizar nova corrida analítica, para controles;

6 – Testar os novos dados;

7 – Interpretar o resultado da última avaliação e decidir o encaminhamento.

Erros sistemáticos e aleatóriosEstes são erros que podem acontecer no processo analítico e são detectados no controle interno da qualidade. Os erros sistemáticos ocorrem quando a distribuição dos pontos do gráfico de Levey-Jennings deixa de apresentar oscilação em torno da média. Já o erro aleatório é decorrente da imprecisão do método. Ocorre quando a distribuição mostra maior distanciamento dos pontos em relação à média, geralmente ultrapassando os limites estabelecidos no gráfico de controle.

É importante destacar que todas as análises têm erros aleatórios inerentes. A magnitude desses erros deve ser apontada pelo monitoramento diário no controle interno. Quando o erro ultrapassa o limite estabelecido é que se torna motivo de preocupação.

Baixe o pôster exclusivo do QualiChart, aprenda e divulgue mais sobre erros sistemáticos, erros aleatórios e as 7 atitudes para lidar com as situações de erros.

 não conformidades, laboratórios clínicos, controle interno da qualidade