laboratório clínico, qualidade, pôsterA busca pela qualidade nos serviços oferecidos pelos laboratórios clínicos deve ser contínua. Normas e regulamentos buscam mostrar e ensinar aos profissionais e donos de laboratórios a importância de implantar um sistema da qualidade eficiente. A RDC 302/2005 da Anvisa é um exemplo de regulamento que inclui a qualidade como item obrigatório dentro dos laboratórios. Mais recentemente a ANS publicou uma Instrução Normativa de Nº 267/2011 em que estabelece que o atributo de qualificação dos laboratórios será a acreditação, o que pressupõe o reconhecimento da qualidade.

Ações de análise, planejamento e execução devem ser conduzidas, com objetividade, controle e cuidado. As prioridades devem ser bem definidas para que as intervenções realizadas tragam as melhorias desejadas. A equipe de colaboradores deve estar bem informada dos procedimentos adotados, formando assim uma cultura de cuidar da qualidade. Fazer isso de forma estratégica faz toda a diferença no alcance de bons resultados.

O laboratório pode se sentir encorajado a buscar consultorias especializadas em gestão da qualidade, ou capacitar um agente interno para atuar como facilitador. A criação de um comitê é a primeira etapa para estabelecer um sistema de gestão da qualidade. Posteriormente, deve-se passar pelas etapas de implementação e manutenção desse sistema. Entre as atividades que devem ser realizadas, nos laboratórios clínicos, para que exista um bom sistema de gestão da qualidade, está a realização diária do controle interno da qualidade analítica.

Pôster – Gestão da Qualidade nos Laboratórios Clínicos

O novo pôster exclusivo do QualiChart demonstra 6 passos para conduzir ações na gestão da qualidade. É um material prático com etapas de fácil desenvolvimento, especialmente útil para iniciantes. As etapas são:

laboratórios clínicos, gestão da qualidade, poster exclusivo, QualiChart1-      Identificar oportunidades de melhorias;

2-      Selecionar uma oportunidade;

3-      Gerar soluções;

4-      Implementar soluções;

5-      Avaliar os resultados das soluções;

6-      Integrar e tornar permanentes as melhorias.

Executando essas etapas, você terá, entre outras facilidades, maior chance para atender às expectativas dos clientes, maior habilidade para reduzir ou eliminar erros e maior probabilidade de sucesso nas avaliações da Anvisa e entidades de Acreditação, como o DICQ e o PALC.

Muitas vezes é difícil estabelecer o começo de uma prática que deve se manter, porque o processo precisa ser contínuo. Esse material traz o desenho prático de como iniciar e quais etapas básicas devem ser desenvolvidas. Tudo apresentado num formato de fácil compreensão para o gerente da qualidade e para o pessoal colaborador.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes QualiChart Premium.